0
0
0
s2sdefault

VIHaurace Maimisse, 60 anos de idade, residente no bairro de Muave- cidade da beira, vive com o seu filho e sua neta (órfã de pai). O filho é trabalhador do mercado informal e a sua neta estudante.


Recebe do PSSB 460 meticais, beneficiária do programa a três anos, conheceu o PSSB através da sua filha, que quando perdeu marido, levou a mãe para poder se inscrever no programa e incluir na lista de dependentes sua filha (neta da senhora Haurace).

Antes de ser beneficiária ganhava o seu sustento na agricultura, na venda de lenha e na comercialização da bebida caseira denominada “nipa”, negócio que até hoje prevalece.


Com o valor do subsídio a beneficiaria usa para comprar alguns produtos da primeira necessidade (sabão, óleo e pão) uma vez que ela faz negócio e tem a sua machamba, por vezes usa o valor para comprar material para agricultura e quando o negócio não vai muito bem usa o mesmo valor para poder alavancar. E para aumentar a renda da família tem feito biscatos nas machambas de outras pessoas.


Existe no bairro um grupo de idosas beneficiárias do PSSB no qual a dona Haurace faz parte, que fazem poupança (vulgo Xitique) usando o valor que recebem do INAS, O dinheiro é dividido em Dezembro para garantir a realização das festas de natal e do fim do ano.

0
0
0
s2sdefault