0
0
0
s2sdefault

VIISofia Bero, nascida em 1954, natural de gondola, vive com quatro pessoas (o marido e três netos órfãos), dos três netos, dois encontram-se a frequentar o ensino primário e o terceiro desistiu de frequentar a escola.


O marido é camponês e já se encontra sem forças para exercer esta actividade. Já lá se vai muito tempo que é reformado da empresa Caminhos de Ferro de Moçambique.


Recebe do PSSB 310 meticais. Beneficiária do programa há cinco anos, conheceu o PSSB através da irmã que era beneficiária e com a morte da irmã a dona sofia a substituiu.


Antes de ser beneficiária a família sobrevivia na base da agricultura. O valor do subsídio é usado para comprar comida, educação dos netos, despesas hospitalares e por vezes na aquisição de enxada para a sua machamba. O dinheiro do subsídio dura pouco tempo, e assim que termina a família fica a mercê da sua própria sorte.


Mudou alguma coisa agora que é beneficiária do programa porque já conta com uma fonte segura de renda que a possibilita adquirir o básico para a sobrevivência.
A família conta com apoio de algumas organizações não-governamentais que actuam em Gondola que tem apoiado os seus netos em kits alimentares (saco de arroz, açúcar e sal).


Para ela e a sua família isto significa muito.
“Agradeço ao governo por estar a receber dinheiro sem se quer prestar qualquer serviço”

0
0
0
s2sdefault