0
0
0
s2sdefault

IXManuel Pereira (deficiente físico), natural de Chimoio, nascido em 1965, o seu agregado familiar é composto por sete membros (dois sobrinhos órfãos e cinco filhos) um sobrinho frequenta o ensino primário e o outro no nível secundário, já os cinco filhos frequentam o ensino secundário.


Recebe do PSSB 610 Mt, beneficiário desde 2004, conheceu o programa com o permanente do bairro.
Antes de ser beneficiário ganhava a vida na sua sapataria e a mulher ia a machamba, mas com a morte dela já não conta com a machamba porque é deficiente físico, para se locomover conta com ajuda de uma bicicleta adaptada à sua deficiência.


Com o valor que recebe do PSSB, compra material escolar para os sobrinhos e os filhos. Compra comida e roupa. De 2004 ate agora com a poupança que vinha fazendo conseguiu cobrir a sua casa com chapas de zinco e usa igualmente o valor na compra de material como cola, linha, pneu usado para a sua sapataria e garantir, deste modo, outras fontes de rendimento e não só ficar a espera do valor do subsídio.


Assim que recebe o valor o senhor Manuel guarda pelo menos 200 mt para situações em que um dos seus dependentes ou mesmo ele fique doente, tenha dinheiro para pagar as despesas médicas e medicamentosas.


Fazendo uma comparação do tempo em que não era beneficiário e agora que é, mudou alguma coisa porque antes ele tinha que comprar quase sempre palha para cobrir o tecto e agora já tem casa coberta de chapas de zinco, conseguiu puxar corrente eléctrica para a casa, já consegue comprar material escolar e com o mesmo valor consegue comprar material de trabalho para a sua sapataria. Não conta com ajuda de mais ninguém para além do PSSB e da sua sapataria.


A mensagem que fica é de pedido. “Pede ajuda de financiamento por parte do governo de modo a alargar o seu negócio; agradece pelo gesto do governo em conceder esse subsídio e pede para que o valor seja aumentado”

0
0
0
s2sdefault