0
0
0
s2sdefault

Crianças ganham auxiliares de mobilidadeCrianças com necessidades especiais vão beneficiar de auxiliares de mobilidade com o recente lançamento em Maputo, de um projecto intersectorial virado para este grupo alvo. Numa primeira fase (até Junho deste ano serão abrangidas 250 crianças de 20 bairros das cidade de Maputo e Matola, áreas onde estão instalados os primeiros serviços de formação, orientação e acompanhamento de grupos vulneráveis.

Concretamente, serão disponibilizadas 120 cadeiras de rodas, 80 andarilhos e 80 pares de canadianas. A iniciativa visa promover o acesso aos serviços básicos e melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência e conta com o financiamento da União Europeia e do Fundo das Nações Unidas Para a Infância (Unicef) em cerca de 400 mil dólares norte-americanos.

Lucas Mangrasse, vice ministro do Género, Criança e Acção Social (MGCAS), disse que o projecto envolve a sua instituição e o Ministério da Saúde, numa acção que vai abranger a acção social, a medicina física e reabilitação, a fisioterapia e a terapia ocupacional.


“ Este projecto terá uma abordagem centrada na observação, adaptação e adequação dos auxiliares de mobilidade para responder às necessidades individuais das pessoas com deficiência, quer ao nível da utilização física, preservação ambiental e em aspectos culturais que contribuam para a elevação do nível de vida, da auto-estima e da independência dos beneficiários”, explicou Mangrasse.

Apuramos de Roberto Burny, coordenador da Handicap internacional, um dos parceiros da iniciativa, que a fase-piloto iniciou em 2015 e prolongar-se-á até Junho deste ano com a distribuição de auxiliares de compensação. Finda esta etapa, será feita a avaliação para determinar como expandir esta abordagem para o resto do país de forma sustentável.

Na ocasião, a representante do Ministério da Saúde, Luísa Panguene, disse que o projecto contribuirá na pré-avaliação dos beneficiários para que lhes seja fornecido um meio de compensação adequados à sua condição.

Por seu turno, os parceiros de cooperação reiteraram o compromisso de apoiar em recursos materiais e financeiros a materialização de programas em prol das pessoas com necessidades especiais.
In: Noticias

0
0
0
s2sdefault