0
0
0
s2sdefault

Subsidio social básico INAS deve aos beneficiáriosO Instituto Nacional de Acção Social (INAS) deve aos beneficiários do subsídio social básico em Cabo Delgado pouco mais de 10 milhões de meticais, resultante da falta de pagamento de subvenções dos meses de Novembro e Dezembro do ano passado.

De acordo com Elisa Marquiola, Delegada do INAS, a instituição que dirige funciona com fundos internos, alocados através do Orçamento Geral do Estado (OGE) e de fundos externos, assegurados pela Holanda, que devido à actual conjuntura económica nacional e da retirada do apoio daquele país, respectivamente, as dificuldades atingiram o actual estágio.

A delegação do INAS atende camadas vulneráveis dos distritos de Pemba Metuge, Mecufi, Chiure, Quissanga, Macomia, Ibo e Meluco, que necessitam de pouco mais de 5 milhões de meticais/mês para pagamento de subsídio social básico.


A interlocutora explicou que devido à falta de fundos, o governo orientou ao INAS a suspender a expansão do programa para outros pontos da província, não obstante a existência de camadas vulneráveis que clamam pelo apoio. Apesar das dificuldades, Elisa Marquiola deu-nos a conhecer que o INAS conseguiu abranger 16.980 beneficiários no ano passado.

“Já não temos novas entradas e nem fazemos expansão do programa subsídio social básico por falta de capacidade financeira. O que podemos fazer são apenas substituições, ou seja, em casos de morte de algum beneficiário, substituímo-los por outros. Esta foi a orientação que recebemos. Devo explicar que os constrangimentos afectam este programa porque envolve transferência de dinheiro”- explicou Marquiola.


A delgada do INAS explicou ainda que o governo orientou a sua instituição a pautar pela contenção de despesas e manter o mesmo número de beneficiários do ano passado. O subsídio social básico é considerado o principal programa implementado pelo INAS, ao nível de Pemba, depois de terem sido abrangidas todas as sedes distritais e postos administrativos. Ultimamente acção estava abranger localidades e alguns povoados.

Para além do programa subsidio social básico, o INAS em Pemba providencia apoio social directo, que conta com mil beneficiários e serviço social da acção social, com 250 pessoas em atendimento.
In: Noticias

0
0
0
s2sdefault