0
0
0
s2sdefault

eleva se a voz dos beneficiarios de proteccao socialO distrito de Lagos, Vila Municipal de Metangula acolheu à dias a cerimônia de lançamento da Monitoria Comunitárias Local sobre a Implementação dos Programas de Proteção Social, na província do Niassa, uma ferramenta que vai elevar a voz dos beneficiário através de prestação de contas dos que trabalham nestes programas.


De acordo com o secretário executivo da plataforma Sérgio Falange o projecto visa melhorar a qualidade e o impacto dos programas de proteção social em Moçambique e promover a sua transparência, através da consciencialização, acesso a informação e participação dos cidadãos nos programas de proteção social.
Com este programa espera-se que melhore a informação sobre os programas de proteção social com evidências documentais produzidas, discutidos, disseminado e usados nos processos de advocacia nacional, regional e internacional sobre a proteção social em Moçambique.


Alias neste aspecto de informação a representante do Instituto Nacional Acção Social, ao nível central, Olivia Faite, apontou como uma das fragilidades do sector a falta de dados documentados nesta matéria de segurança social, sobretudo no que tange aos beneficiários.


Já para a administradora do distrito de Lago, Diolinda Alfeu não escondeu a sua satisfação em acolher as cerimônias de lançamento, pois, compreende que este instrumento de monitoria vai fortalecer as actividades desenvolvidas na área proteção social e melhorar a vida das famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade.


Para o Calisti Piergio da União Européia a participação da sociedade civil e das comunidades na monitoria dos programas de proteção social é um aspecto fundamental para a transparecia e o dialogo aberto deve nortear esta actividade.
Refira-se que coube ao director provincial de Gênero, Criança e da Acção Social, José Batista Moda, que primeiro falou dos desafios do sector, fazer o lançamento do projecto. (In Magazine Independente)

0
0
0
s2sdefault