0
0
0
s2sdefault

Accao social basica abrange 21 novos distritosO governo moçambicano, através do Instituto Nacional de Acção Social (INAS), projecta alargar o programa acção social produtiva (PASP) para mais 21 novos distritos das províncias do país, com vista a apoiar familiares que se encontram abaixo da linha de pobreza.

Com este projecto, eleva-se de 44 para 65 o número de distritos beneficiários do PASP, abrangendo até ao mesmo tempo pelo menos 79.832 agregados familiares.
Para além dos 21 distritos, o programa vai abranger igualmente seis municípios do país, nomeadamente Beira, Quelimane, Nampula, Gaza, Maputo e Inhambane. No decurso da cerimónia do lançamento da iniciativa, que teve lugar na capital da província de Manica.


Com efeito, o INAS juntou à mesma mesa, em Chimoio, representantes das direcções provinciais de Género, Criança e acção social, administradores dos distritos e municípios abrangidos pelo projecto, representantes do sector de Agricultura e Segurança Alimentar, para além de delegados do INAS de todas as províncias do país, para o lançamento do programa.


O encontro tinha em vista o delinear de politicas e estrategias, atendendo e considerando a necessidade de inclusao de mais distritos que implementarao o programa a partir do mês de Abril.
A directora de género, criança e acção social em Manica, deu a conhecer que ao nível da província um dos distritos contemplados é Sussundenga, com uma média de mil beneficiários. Segundo o director do INAS, a filosofia do PASP é de encontrar uma família que vive abaixo da linha da pobreza mais que tenha pelo menos uma pessoa que possa fazer algum trabalho publico visando aumentar a renda no seio do agregado familiar. Salientar que o PASP é um programa que pretende fornecer uma fonte de renda temporária a famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade que possuem membros com capacidade para o trabalho, através da sua participação em actividades de interesse publicou comunitário.


A directora adiantou ainda que até 2015, 44 distritos estavam abrangidos por este programa e para o ano 2016 pretende-se estender para mais 21 distritos perfazendo assim 65 distritos. Para elem destes distritos existem mais 6 municípios abrangidos.
Por sua vez o representante do governo provincial, Mouzinho Alberto Carlos director provincial de Trabalho, Emprego e Segurança Social afirmou que o executivo moçambicano nos seus esforços visando garantir a protecção social as populações mais vulneráveis atribuiu ao ministério de género, criança e acção social (MGCAS) a responsabilidade de implementar e coordenar as acções de assistência social aquele grupo populacional no país.


Para além deste programa agora lançado, vêm sendo implementado vários outros programas de assistência social através do INAS, como é o caso do programa de apoio social directo (PASD) e serviço social de acção social (PSSAS). Com este novo programa as instituições do governo são chamadas a estabelecer a articulação necessária para garantir uma assistência multiforme e integrada
Refira-se que o PASP é um programa que pretende fornecer uma fonte de renda temporária a famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade que possuem membros com capacidade para o trabalho, através da sua partição em actividades de interesse público ou comunitário. (In Noticias)

0
0
0
s2sdefault