0
0
0
s2sdefault

IMG 9498

O Instituto Nacional de acção social (INAS) delegação regional de Cuamba, província do Niassa, acaba de retomar o pagamento do subsídio social básico referentes a dois meses de atraso, nomeadamente Abril e Maio, aos 11.633 beneficiários baseados no distrito anfitrião e de Mamdinba, Mecanhelas e Metarica.


O porta-voz da delegação do INAS em Cuamba, Lourenço Frederico, que revelou o facto assegurou que no processo de pagamento do subsídio social básico está em curso também o mês de Junho.


Referiu o porta-voz que a demora verificada ao nível central na libertação do valor para o pagamento daquele benefício, a favor das pessoas vulneráveis na província do Niassa, referente aos meses de Abril e Maio, implicou atrasos por parte da sua delegação regional para o cumprimento do seu dever.
Os valores de pagamento variam consoante o agregado familiar sendo de 310 meticais para uma pessoa e 610 para famílias constituídas por cinco ou mais pessoas.


A fonte adiantou que a sua delegação desenvolve esforços no sentido de manter o universo actual dos beneficiários do subsídio social básico, frisando que tem ocorrido substituições em caso de morte ou mudança de residência para fora da região por parte dos beneficiários.


Instou os beneficiários do subsídio social básico a priorizarem o uso dos valores para a aquisição de produtos de primeira necessidade, sobre tudo manufacturados, porquanto, como é sobejamente sabido, a população rural tem a sua fonte de sobrevivência baseada na agricultura, pecuária e silvicultura, entre outras actividades de geração de renda.


Os distritos de Cuamba, Mandimba, Mecanhelas e Metarica localizados no sul de Niassa, juntos fazem cerca de dois terços da população daquela província, com um número da população estimados em 1.8 milhões, de acordo com os resultados preliminares do censo de 2017.

In Notícias

0
0
0
s2sdefault