0
0
0
s2sdefault

IMG 9510Quarenta mil pessoas, entre idosos e com deficiência física e motora, no Niassa, carecem de subsídio social básico para minimizar suas necessidades, segundo levantamento feito recentemente pela direcção do Género, Criança e Acção Social.


O levantamento apurou que, apesar dos esforços do executivo no apoio das pessoas desfavorecidas, ainda aparecem cidadãos que necessitam de ajuda.
Segundo o director da instituição, José Muda, neste momento cerca de 29 600 pessoas beneficiam de subsídio social básico no Niassa.


“Depois do levantamento, constatamos que há mais pessoas que precisam do subsídio social básico. A maioria vive em condições deploráveis”, acrescentou.

Relativamente ao programa Apoio Social Directo, a fonte fez saber que no ano passado foram atendidos mais de seis mil beneficiários e 1177 beneficiam do Programa de Acção Social Produtiva na componente de fabrico de tijolos e plantio de batata-doce de polpa alaranjada, no distrito de Mecanhelas.


Num outro desenvolvimento, o responsável fez saber que está em curso a construção de um centro aberto no distrito de Marrupa, resultante de uma parceria entre o Conselho municipal local e a Direcção do Género, Criança e Acção Social, No quadro da iniciativa visando desencorajar a mendicidade nesta parcela do país.

0
0
0
s2sdefault