0
0
0
s2sdefault

Preocupantes casos de violência doméstica em NiassaCerca de mil e trezentos casos de violência doméstica foram notificados ao longo do ano passado ao nível da província de Niassa. A cifra representa um aumento em 121 casos em relação ao número de casos registados em 2016, sendo as principais vitimas a criança e mulher. Dos 1.292 casos de violência registados no período em análise no Niassa, 632 foram praticados contra a criança e, em relação as mulheres, as vítimas do fenómeno totalizaram 553.


Alves Mate, porta-voz do comando provincial da Policia da Republica de Moçambique no Niassa, disse que os casos mais frequentes de violência doméstica registados são o abuso sexual da criança e mulher, com consequências graves, psicológicas e patrimonial, praticados por desconhecidos, esposos e outros familiares das vítimas.


Entretanto, a PRM classificou 560 casos de violência doméstica como sendo de natureza criminal e, para o efeito, lavrou os respectivos processos, que foram encaminhados as instâncias judiciais para o devido tratamento. Mate acrescentou que 672casos foram classificados como sendo de natureza cível.
Ainda ao longo do ano passado 107 homens procuraram os serviços de assistência as vítimas de violência doméstica no Niassa. Alegaram, na sua maioria, ser vítima de violência psicológica de forma sistemática das suas esposas.


Mate precisou que em casos semelhantes a sua corporação aconselha as partes no sentido de privilegiar o diálogo para ultrapassar suas diferenças e em caso de persistência ou incapacidade de encontrar consensos dirigir-se as instâncias judiciais antes que a violência física se torne o meio fácil para resolução do conflito.

In Notícias

0
0
0
s2sdefault