0
0
0
s2sdefault

20150414 104532A primeira-dama da República, Isaura Nyusi, apela a todas as mães a levarem os seus bebés e crianças de até cinco anos às unidades sanitárias, para receberem assistência na área de nutrição e prevenção de doenças. Isaura Nyusi falava, ontem, durante a cerimónia de lançamento da Semana Nacional de Saúde, no distrito de Namaacha.


Foi das mãos da primeira-dama que a pequena Rosária tomou a dose de vitamina A. À semelhança de Rosária, mais de quatro milhões de crianças deverão ser abrangidas, durante a Semana Nacional de Saúde, que decorre de 30 de Outubro a 3 de Novembro, em todo o país.


Durante a abertura da semana de saúde a esposa do Presidente da República destacou a importância de se levar regularmente as crianças aos centros de saúde, de modo a identificar qualquer situação que afecte o desenvolvimento normal das crianças. “Durante esta semana, as mães ou provedores de cuidados de todas as crianças menores de cinco anos, em todos os distritos do país, devem acompanhá-las às unidades sanitárias ou às brigadas móveis mais próximas’’, recomendou.


Durante a Semana Nacional de saúde, as crianças poderão receber a vitamina A, desparasitar, bem como beneficiarem da avaliação do estado nutricional e rastreio de tuberculose.


Por seu turno, as mulheres e homens em idade reprodutiva receberão aconselhamento sobre planeamento familiar. Outro serviço que será oferecido gratuitamente é o registo de nascimento para crianças menores de cinco anos que ainda não foram registadas, como forma de se obter dados concretos sobre o nascimento. Segundo a primeira-dama, o objectivo é facilitar a planificação das necessidades nas áreas de educação e saúde.


Moçambique continua com elevadas taxas de desnutrição crónica a nível da África Austral, sendo que uma em cada duas crianças sofre da doença no país.
A ministra da Saúde, Nazira Abdula, olha para a desnutrição crónica como um grande desafio para o sector, dado que uma em cada duas crianças sofre de desnutrição.
“A desnutrição, os níveis de deficiência de vitamina A e anemia são ainda muito altos, por isso, continuamos a intensificar intervenções nas semanas nacionais de saúde, sempre com vista a estancar esse mal. As intervenções que vamos oferecer nesta semana são normalmente oferecidas nas unidades sanitárias e em brigadas móveis’’, referiu a ministra.


Na ocasião, o apelo dirigiu-se às mães, as quais foram advertidas a afluírem regularmente aos serviços de saúde materno-infantil. “Os bebés de até cinco anos de idade devem ser levadas com frequência aos hospitais, e todos os meses durante o primeiro ano de vida.


A recomendação foi para destacar a importância do acompanhamento hospitalar de crianças em fase de crescimento, que consiste em controlar o crescimento, vacinação, suplementação com vitamina A e triagem nutricional, de modo a identificar qualquer situação que esteja a interferir no seu plano de desenvolvimento.
Com a Semana Nacional de Saúde, o Governo pretende intensificar as intervenções básicas dos cuidados de saúde primários, de modo a fortificar a protecção e promoção da saúde das famílias, através de intervenções de baixo custo.


A Semana Nacional de Saúde é um programa que foi lançado em 2008. Este ano, a campanha está orçada em 1.7 milhão de dólares norte-americano, doados pelo governo americano, através do UNICEF Moçambique.
A administração da vitamina A é uma forma de promover a nutrição e combater a desnutrição. Serão, ainda, abrangidos cerca de 3 milhões de crianças com a dose de Mebendazol e cerca de 600 mil mulheres em idade fértil.


In O País

0
0
0
s2sdefault