0
0
0
s2sdefault

Mulheres formadas em educação nutricional em ManicaMaus hábitos alimentares podem estar na origem da desnutrição crónica, que ronda nos 42 por centro em Manica. A província é uma das maiores produtoras de cereais e hortícolas ao nível da região Centro do país, não se justificando um elevado número de crianças (de zero aos cinco anos de idade) com problemas de desnutrição crónica.

Perante esta realidade, um grupo de mulheres, oriundas das zonas rurais, acaba de ser formada em matérias de educação nutricional, por se entender que o problema resulta, no seu grosso modo, de maus hábitos alimentares.


Além de serem dotadas de conhecimentos sobre educação alimentar, as beneficiárias receberam quites de utensílios para os usar na confecção de alimentos.
Depois de Gondola, o projecto de educação nutricional deverá ser estendido aos distritos de Guro, Báruè e Machaze, onde a desnutrição crónica está a atingir números assustadores.
In O País

0
0
0
s2sdefault