0
0
0
s2sdefault

em nampula artistas na luta contra casamentos prematurosA associação cultural Nochanga está a apostar no teatro, canto e na dança como instrumentos de transmissão de mensagens educativas para desencorajar os jovens a iniciarem o relacionamento amoroso antes da idade recomendada e a evitarem os casamentos prematuros. Estas ações culturais acontecem nos bairros, mercados, feiras e nas escolas.


Santos Inácio, presidente da associação cultural Nochanga, disse que o combate aos casamentos prematuros e gravidezes precoces não é tarefa exclusiva dos sectores da educação e saúde, mas de toda a sociedade. É por isso que estão a sensibilizar esta camada a privilegiar formação académica e deixar a actividade sexual para mais tarde.


“Recorremos ao que sabemos fazer para participar no grande desfio de reduzir os casamentos prematuros e gravidezes precoces que estão a minar o futuro de muitas jovens em Moçambique. E nas nossas actividade reiteramos o valor da formação académica como solução para uma vida de sucesso”, disse Santos Inácio.

Segundo dados oficiais, o fenómeno de casamentos prematuros esta mais enraizado nas províncias de Nampula comparativamente aos restantes pontos do pais e estudos mais recentes a pontam a pobreza e factores culturais como as principais causas.


Para além de Nampula, esta associação fundada em 2014 já actuou nos palcos das províncias de Cabo Delgado e Zambézia.

0
0
0
s2sdefault