0
0
0
s2sdefault

Niassa terá centro de acolhimento para desfavorecidosA primeira-dama, Isaura Nyusi, lançou, semana passada, no distrito de Marrupa, província de Niassa, a primeira pedra para o arranque das obras de construção de um centro de trânsito para pessoas desfavorecidas. O mesmo será erguido num espaço de dois hectares e vai acolher pessoas desfavorecidas dos distritos de Maúa, Nipepe, assim como outras que se deslocam a Marrupa para tratamento médico.


O director distrital da Saúde, Mulher e Acção Social, Basílio Vasco, disse que as pessoas desfavorecidas que se dirigem àquele ponto à procura de tratamento, quando tiverem alta, vão ser acomodadas no centro, enquanto aguardam o transporte para regressarem à procedência.
A infra-estrutura, cujo custo não foi revelado, vai contar, numa primeira fase, com um gabinete do director, dois dormitórios, sendo um masculino e outro feminino, um refeitório, uma cozinha, um armazém, balneário e um parque de estacionamento. Prevê-se que, na fase seguinte, seja acoplado um centro aberto para acolher idosos.


Ainda nesta fase, está prevista a construção de uma carpintaria, que vai permitir a geração de renda, para a sustentabilidade do centro.
A província do Niassa está entre as que têm maior número de pessoas desfavorecidas no país e a criação de centros de acolhimento tem por objectivo melhorar a sua qualidade de vida.
In O País

0
0
0
s2sdefault